Coluna Mozart Jr.

mozartct@yahoo.com.br

Palavras

Em política, a comunhão de ódios é quase sempre a base das amizades.

 

Charles Tocqueville

 

 

Resposta
O programa de sábado na radio Terra Fm em que eu e Paulo Garcia falamos sobre vários pré-candiatos e também sobre chances de reeleição na CMU rendeu.

Várias pessoas interessadas em cargos no ano que vem me procuraram para falar sobre nossas colocações, a maioria agradecendo pelo nível de respeito e imparcialidade nos comentários.

 

Thiago Mariscal
Entre os que me procuraram está o vereador Thiago Mariscal, gentil em suas palavras sobre o programa, o vereador votou a declarar que segue fazendo seu papel de fiscalizador e sobre a coluna da semana passada, em que abordei o “pito” do promotor a ele, Mariscal disse que em seu entendimento, seus questionamentos têm muito fundamento sim e que não vai mudar sua postura por conta de alguns não entenderem suas ações.

 

Bastidores
Questionei o vereador sobre conversa de bastidores que dá conta de que ele e seu padrinho político Tony Carlos estariam longe de estarem rompidos como muita gente acredita e que estariam aliando nos bastidores, uma dobradinha para 2020.

O vereador foi enfático em sua negativa e garantiu, deve sim, muito ao Tony Carlos, porém, hoje seguem caminhos opostos, pois, segundo ele, Tony está a cada dia mais alinhado com o grupo do prefeito Paulo Piau e a reaproximação dele desse grupo seria mais difícil do que chover dinheiro...

 

Rompimento
Mariscal também concordou comigo que alguns rompimentos irão acontecer no apagar das luzes do atual governo e muita gente pode se surpreender com alguns.

 

Irritado
O advogado Gleibe Terra Jr. ficou bastante contrariado com o comentário feito pelo ouvinte do programa, Cássio Frank, Cassio que é administrador de um dos grupos de WhatsApp mais conceituados da cidade quando o assunto é política local, desdenhou da pretensão de Gleibinho de se apresentar como um bom nome para candidato a vice-prefeito no ano que vem. Gleibinho não escondeu sua irritação e mandou recado no ar.

 

Saudades

A julgar pelas constantes reclamações de profissionais da escola, tem muita gente morrendo de saudades do professor Danival no colégio Dr. Jose Ferreira.

Assim que a nova direção assumiu, publiquei aqui nesse espaço, denuncia de funcionários que alegavam clima tenso ali, agora com as últimas notícias, o problema afetou o bolso da turma, vários profissionais denunciando problemas para conseguirem receber valore devidos. A coluna enviou o questionamento ao colégio mas não obteve retorno.

 

Clima quente
Se a temperatura esta fria, o clima em algumas redes sociais está fervendo, tem gente se infiltrando em grupos e depois fazendo prints de publicações para usar contra membros, atitude bem mesquinha.

 

Heróis de pijama

Por falar em redes sociais, tem gente confundindo as coisas, algumas pessoas interessadas em cargos políticos no próximo ano, escolheram com estratégia atacar a tudo e todos que veem pela frente. Lamentável que pessoas que queiram se apresentar com alternativa para o que está aí, escolham esse caminho. A Folha Uberaba tem sido alvo de ataques constantes de algumas dessas pessoas, não vou me dar ao trabalho de falar nada para essas pessoas e muito menos dar ibope para um bando de gente que só falta pendurar melancia para aparecer. Temos uma história de pioneirismo inclusive, e ela não foi construída às custas de tentar denegrir a imagem de ninguém.

 

Cadeiras


E está todo mundo que tem um pouco de bom senso esperando uma explicação do vereador Agnaldo Silva para sua proposta de reduzir o número de cadeiras na Câmara Municipal de Uberaba. O vereador já foi convidado a expor suas razões, mas até o momento ainda não se pronunciou de forma definitiva.

 

Dança das cadeiras
Rumores de que pode haver mudança na direção de algumas escolas municipais tem mexido com os nervos de algumas pessoas, conforme fontes da coluna, em algumas escolas é visível a mudança no comportamento de algumas ameaçadas...

 

Sacramentado

Na cidade de Sacramento, o ex-vereador Márcio Luiz Freitas, conhecido como Marzola, acabou condenado por improbidade administrativa no final do mês de junho. O ex-vereador teria alugado uma casa para a prefeitura onde seria instalada uma ind-ustria, e segundo as informações recebidas pela coluna, o objetivo desse aluguel seria a geração de empregos no município, porém, a tal empresa nunca saiu do papel.

 

Sem emprego

Segundo o processo, a empresa não possuía CNPJ e nenhum funcionário registrado, o aluguel estava em nome de parentes do edil, estratégia comum nesses casos, e acabou condenado a devolver valores para o município e também a perda dos direitos políticos por 3 anos.

 

Reclamação

Muitos funcionários da prefeitura seguem na bronca com a mudança do plano de saúde da RN para a Unimed, segundo alguns reclamantes, o atendimento na outra operadora era muito menos burocrático.

 

 

Publicidade