Castração farmacológica é suspensa por ordem judicial

A Prefeitura de Uberaba e a Universidade de Uberaba iniciaram, neste sábado, o programa de Manejo Populacional de cães e gatos no Hospital Veterinário de Uberaba. Os tutores e animais foram recebidos pelo prefeito Paulo Piau e autoridades para o início dos procedimentos, e o programa teve início com consultas clínicas, palestra sobre posse responsável e a microchipagem dos animais. 

A castração farmacológica, que também teria início, foi suspensa por ordem judicial impetrada pela ONG Abrigo dos Anjos, recebida pela Universidade de Uberaba na noite de sexta-feira, conforme informações de Claudio Yudi. A Prefeitura de Uberaba ainda não foi oficialmente notificada. 

A decisão judicial, segundo o secretário Iraci Neto, foi errônea e equivocada, já que o trabalho é sério, pautado em pesquisas científicas e respaldado inclusive pelo Ministério Público e todos os órgãos competentes, que serão acionados. Todas as medidas necessárias serão tomadas para que ocorra a liberação, e os tutores tenham as castrações reagendadas.

Publicidade