Autora presa com drogas tenta enganar a polícia com nome falso

Uma mulher foi presa por tráfico de drogas durante operação da PM no Jardim Triangulo. A PM abordou o veiculo Audi A3, branco, placas FNQ-7355 de Ribeirão Preto, e encontrou certa quantidade de drogas, ao questionarem a condutora A.V.D.S. se ela possuía mais entorpecentes, ela mostrou intenso nervosismo, o que causou suspeição.
Os militares deslocaram até o endereço informado pela autora, porém, ao chegarem ao endereço indicado, os policiais foram informados pela dona da residência que a autora não residia ali, porém, segundo a testemunha, o esposo da autora é primo de seu esposo e que os dois haviam saído juntos para comprar ferramentas.
A dona da casa ligou e solicitou que eles retornassem para casa.
Quando o esposo da testemunha chegou, estava sozinho, ele declarou que o esposo da autora desconfiou da presença da polícia e desembarcou na rua João Pinheiro.
Os militares descobriram que o verdadeiro endereço da autora era na rua Outono, no condomínio Vanice Andrade, na Vila Arquelau e rumaram para lá.
Conforme repassado a Folha Uberaba, na presença da testemunha foi realizada busca no imóvel e foram localizados os materiais apreendidos, com destaque para a localização de aproximadamente 02 (dois) quilos de substância semelhante ao crack e comprimidos de drogas sintética, estando esses em cima de um guarda roupa existente no quarto.
A testemunha confirmou que a residência pertence a seu primo e sua esposa, a autora detida.

Além desse material foram localizados diversos aparelhos celulares, jóias de procedência duvidosa, balança de precisão, pó semelhante a cocaína, localizada no interior de um rack, três cadernos com anotações de uma possível contabilidade com valores altíssimos, bem como alguns comprovantes de depósitos.

Ao ser abordada a autora deu o nome de J.A.S. inclusive apresentou uma CNH com esse nome, porém ficou confirmado que o documento apresentado não trazia os dados de sua verdadeira identidade sendo esse falso.

A autora ainda mentiu quanto ao nome de seu companheiro, dando nome falso, porém foi localizado no veículo em que ela transitava duas CNHs, em tese pelas fotografias pertencentes ao seu companheiro, contudo uma delas esta em nome de R. L. C. e a outra G. M. S. sendo esse ultimo com dados falsos; o nome verdadeiro do companheiro da autora seria R. L. C. e não havia sido localizado.

Os veículos localizados na posse da autora estão em nome de terceiros e em principio são frutos de receptação, pois são financiados em nomes de terceiros e sem a devida procedência legal de compra.
Foram apreendidos no total os seguintes materiais: aproximadamente 2 quilos de Crack, 1 tablete de maconha, 70 gramas de cocaína, 1 motocicleta Bis, 1 veículo Saveiro, 1 veículo Audi A3, 2 balança previsão, 13 aparelhos celulares, 3 cadernos de contabilidade, 2 CNH falsa, R$230,00 em dinheiro, 31 comprimidos êxtase, 1 corrente e aliança ouro, cerca de 1.000 pinos vazios, comprovantes de depósitos bancários no valor de 800.000,00 (oitocentos mil reais) e 1 notebook.

Publicidade