Agência Central dos Correios corre o risco de ser fechada

O Sintect-Ura - Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios e Telégrafos e Similares de Uberaba e Região participou de debate promovido pela Comissão de Participação Popular sobre a situação da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - EBCT - e as propostas de fechamento de agências e demissões de trabalhadores da empresa, realizado no último dia 7 de junho em Belo Horizonte. Durante o evento, foi apresentada uma lista contendo os nomes das cidades mineiras que terão agências fechadas.

Em Uberaba, além da Agência Central da Praça Henrique Kruger, a agência dos Correios do Shopping Uberaba também está nesta lista e outras 20 agência da base de Sintect-Ura que é composta por 156 cidades do interior mineiro.

De acordo com o presidente do Sintect-Ura Wolnei Cápoll, os sindicalistas estão buscando apoio politico para impedir o desmonte da maior empresa pública empregadora do Brasil. “A principal ação que buscamos, é a aprovação do Projeto de Lei nº 6.385/2016 que dispõem sobre a prestação de serviços postais aos órgãos públicos federais da Administração Direta e Indireta. Isso geraria uma receita de aproximadamente 20 bilhões de reais. Iríamos salvar a empresa, como traria outros benefícios para a classe trabalhadora”.

Sobre a lista, Wolnei explica que há muitas contradições sobre as agências escolhidas em todo Brasil para fechamentos, já que são históricas, centrais e lucrativas. “Conseguimos uma lista que aponta o fechamento de várias agências centrais. São agencia históricas. Estão fechando agências próprias dos Correios, agências lucrativas em detrimento as franquiadas que existem nas imediações”, terminou.

Publicidade

Anuncie