Saúde

Segunda dose da vacina HPV já imunizou cerca de 830 adolescentes em nove dias

A Secretaria de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, vacinou 828 adolescentes na segunda dose da campanha contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV), até a última sexta-feira (19). Nesta segunda (22), as equipes estiveram na Escola Estadual Bernardo Vasconcelos, no Colégio Tiradentes, na Escola Municipal Professor Anísio Teixeira, Escola Estadual Geraldino Rodrigues da Cunha e Escola Municipal Celina Soares de Paiva (zona rural), com previsão de imunizar mais 309 meninas.

Azeite a quente realmente faz mal à saúde ou é apenas um mito?

Quem nunca ouviu dizer que azeite, quando utilizado a quente, faz mal à saúde? Essa cultura perdura há anos no Brasil e segundo pesquisas encomendadas pela Sovena, maior player de azeites do mundo e dona da marca Andorinha, 1/3 dos consumidores ainda não esquentam o produto, restringindo seu uso à finalização de pratos e ao tempero de saladas. Acredita-se que ao ser aquecido, o azeite se transforma em lipídeo ruim, o que não passa de mito. Ao esquenta-lo não se torna um vilão, mantendo-se integro e benéfico ao combate de colesterol ruim e aumento do bom.

Ouvidoria Saúde de Uberaba promove capacitação para profissionais de referência técnica da região

A Secretaria Municipal de Saúde realiza capacitação para sete profissionais de referência técnica em ouvidoria para os municípios da microrregião de Uberaba, nesta sexta-feira (12), das 8h às 12h, no Centro de Educação em Saúde (CES).

Vacinação da segunda dose contra HPV começa nesta quarta-feira em Uberaba

A Secretaria de Saúde inicia a segunda dose da vacinação contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV), nesta quarta-feira (10), em quatro escolas da cidade, imunizando 390 adolescentes. A data de início foi definida seguindo o protocolo do Ministério da Saúde, que diz que a segunda dose deve ser aplicada exatamente seis meses depois da primeira. Em Uberaba, a vacinação começou no dia 10 de março.

Uberaba dará início à vacinação da 2ª dose da HPV dia 10

Uberaba dará início à aplicação da segunda dose da vacina HPV (papiloma vírus humano) dia 10 de setembro, nas Unidades Matriciais de Saúde (UMS), e em escolas públicas e particulares. A data marcará os seis meses necessários entre a aplicação da primeira para a segunda dose. Todas as meninas entre 11 e 13 anos que tomaram a primeira dose da vacina em março deste ano devem tomar essa segunda dose. O Ministério da Saúde deu início a essa segunda fase da campanha, nesta segunda-feira, dia 1º.

Planos pagam ressarcimento recorde 2014 por internação de beneficiários no SUS

O ressarcimento que operadoras de plano de saúde pagaram à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) porque seus clientes recorreram a internações no Sistema Único de Saúde (SUS) bateu recorde de janeiro a julho deste ano superou o montante somado em todo o ano de 2013, que já era maior que o dos anos de 2011 e 2012 juntos. Foram R$ 184,03 milhões por quase 200 mil internações de pessoas com plano de saúde na rede pública, contra 183,26 milhões por 221 mil internações cobradas no ano passado.

HPV: meninas de 11 a 13 anos devem receber segunda dose da vacina

Meninas de 11 a 13 anos que já receberam a primeira dose da vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) devem receber, a partir de hoje (1º), a segunda dose. A imunização será feita em escolas públicas e particulares e também em unidades de saúde.

De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 4,3 milhões de meninas nessa faixa etária já receberam a primeira dose em março deste ano. A segunda é essencial para garantir a proteção contra o HPV.

Pesquisa mostra que 65% dos pacientes com câncer continuam fumando

Levantamento feito pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) com pacientes da instituição mostra que 65% dos pacientes fumantes não conseguem largar o cigarro mesmo após receber o diagnóstico da doença. O coordenador de Apoio ao Tabagista do instituto, Frederico Fernandes, disse que o resultado da pesquisa foi surpreendente. “Nós imaginávamos, justamente, que uma pessoa que fumasse, na hora de receber o diagnóstico de câncer ficasse motivada a parar, pelo fato de ter desenvolvido uma doença relacionada ao tabagismo”, ressaltou em entrevista à Agência Brasil.

Páginas

Publicidade

Anuncie
Subscrever Saúde