Saúde

Hipolabor é multada por fabricação de medicamento em desacordo com normas da Anvisa

Imagem ilustrativa

A Hipolabor Farmacêutica Ltda. foi condenada a pagar uma multa de R$ 200 mil por danos morais coletivos, depois que a Justiça julgou procedente uma Ação Civil Pública (ACP) proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais  (MPMG) contra a empresa. Ajuizada em 2012 pela Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Uberlândia, a ACP foi motivada por um consumidor que fez uma reclamação sobre o medicamento Enalapril 20 miligramas (Lapritec), de fabricação da Hipolabor. Analisado pela Fundação Ezequiel Dias, o produto foi considerado insatisfatório, em desacordo com as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dia Mundial do Rim no MPHU teve foco nas mulheres e prevenção de doenças crônicas

Desde 2006 o Dia Mundial do Rim é promovido por várias Sociedades Internacionais de Nefrologia, inclusive a Sociedade Brasileira. Um alerta para o mundo todo, onde 10% de toda a população é afetada por doenças renais crônicas, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Este ano, a data, que sempre é lembrada na segunda semana de março, coincidiu com o Dia Internacional da mulher, 8 de março. No Mário Palmério Hospital Universitário (MPHU da Uniube), o dia foi comemorado com palestra focada na prevenção de doenças renais crônicas, especialmente entre as mulheres.

34 milhões de brasileiras sofrem com doenças crônicas

Imagem ilustrativa
  • ·   60% dos pacientes com doenças crônicas no Brasil são mulheres1
  • ·   As doenças crônicas são a principal causa de morte no Brasil3 e podem durar toda a vida
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica6, enxaqueca7, insuficiência cardíaca10, urticária crônica espontânea14 e psoríase21 são doenças que impactam mais mulheres do que homens

 

As 3 doenças que mais afetam as mulheres

No mês da mulher, especialista alerta sobre os principais problemas, cuidados e prevenção

 

 Nesta quinta-feira, dia 8 de março, será celebrado o Dia Internacional da Mulher, data reconhecida mundialmente, transformou-se um ótimo momento para a reflexão, ainda mais quando envolve cuidados com a saúde. Afinal de contas, na correria do mundo moderno, fica cada vez mais difícil tirar alguns minutos do dia para cuidar da saúde, ainda mais quando tratamos das mulheres, que geralmente cumprem a famosa “dupla jornada”.

 

Formados em Medicina/2017 conquistam mais de 30 aprovações em residências

Imagem ilustrativa

Mais de 30 ex-alunos da Universidade de Uberaba (Uniube), formados em Medicina em 2017, já estão aprovados em diversas residências médicas no Brasil, neste primeiro semestre de 2018. O desempenho dos egressos é motivo de orgulho para a Universidade e para o curso de Medicina, que conta hoje, com um dos Hospitais de Ensino mais modernos de Minas Gerais, o Mário Palmério Hospital Universitário (MPHU).

Câncer de colo de útero mata 250 mil mulheres por ano

Imagem ilustrativa

Estatística reforça a importância da vacinação contra o HPV que auxilia na prevenção da doença

 

Responsável por mais de 250 mil mortes de mulheres por ano, o combate ao câncer de colo de útero por meio da vacina contra o HPV (Papiloma Vírus Humano) é fruto de pesquisa da Dra. Luisa Lina Villa. O estudo despertou cientistas e pesquisadores de todo o mundo para essa importância e, por isso, a especialista ganhou o terceiro lugar do Prêmio Péter Murányi 2018.

 

Macaco é encontrado morto no Jardim Maracanâ

Imagem ilustrativa

Moradores do Jardim Maracanã encontraram um macaco morto no bairro nesta manhã. Segundo as informações, o animal já estava em avançado estado de decomposição. O macaco foi encontrado nas proximidades da rua Cecilia Hueb e o departamento de controle de endemias  da zoonoses da prefeitura foi notificado, uma equipe do departamento esteve no local e recolheu o animal que será encaminhado à Belo Horizonte, para análises na Fundação Ezequiel Dias.

Este foi o segundo macaco encontrado morto em Uberaba este ano. Com o surto de febre amaela no país, todo caso deve ser investigado a fundo. 

Exames periódicos podem auxiliar no diagnóstico de osteoporose

Imagem divulgação

Nem todas as doenças possuem sintomas evidentes desde o princípio. Algumas são mais silenciosas e para detectá-las é necessária a realização periódica de alguns exames. Entre essas doenças está a osteoporose. De acordo com a Organização Mundial de Saúde 10 milhões de brasileiros possuem osteoporose. A doença torna os ossos cada vez mais frágeis e porosos e está, na maioria dos casos, associada ao envelhecimento. Ela afeta principalmente mulheres acima dos 45 anos e com o avanço da idade o risco de fraturas é cada vez maior. A melhor forma de realizar o diagnóstico é através de exames clínico e radiológico, que permitem a quantificação de massa óssea.

Páginas

Publicidade

Subscrever Saúde