Entretenimento

Rock e roda de samba se misturam no Domingo na Concha

 

A banda Cadillacs Rockabilli abre o Domingo na Concha deste dia 22, tocando rock dos anos 50. No repertório, músicas de Elvis Presley, Chuck Berry, Little Richard, dentre outros. Na sequência, Talinho e convidados cantam Roda de Samba. Tale é sensível e poético musicalmente e irá cantar e tocar o melhor do samba raiz.

Vale lembrar que André Fernandes e Banda iriam se apresentar neste domingo mostrando clássicos de Tom Jobim no show "Vinte anos sem Tom". Porém este show foi transferido para o dia 29.

Origami, teatro e música marcam o Circuito Cultural Praça Rui Barbosa desta sexta-feira

O Circuito Cultural Praça Rui Barbosa desta sexta-feira (20) tem três apresentações agendadas para animar os presentes. A primeira ação será de artes visuais, às 17h, com o “Dobra-Dobra que vira Origami”. O dobra-dobra será feito pela arte educadora e arteterapeuta Elisa Muniz Barretto de Carvalho, pelo músico Guilherme Carvalho Gomes e pela pedagoga e origamista Maria do Carmo Garcia.

Espetáculo Circense acontece neste sábado no Circo do Povo

O evento “Espetáculos circenses, show de artistas e de talentos da comunidade”, realizado pela Fundação Cultural no Circo do Povo acontece nesta sábado, dia 21, a partir das 19h30. Nesta edição será realizada apresentação dos alunos da oficina de Artes Circenses e uma engraçadíssima comédia “O filho pródigo”, com o Palhaço Pernilongo e seus comediantes.

Ingressos gratuitos para o Encontro de Catira estão sendo entregues na Fundação Cultural

O Encontro de Catira acontece neste sábado (21), no Teatro Municipal Vera Cruz, às 20h, com intuito de mostrar o documentário “Catira- Uma Tradição de 450 Anos”. O documentário é uma realização da Fundação Cultural de Uberaba. Durante o encontro acontece a apresentação do livro e DVD resultante da pesquisa à empresa Vale Fertilizantes, patrocinadora do projeto. O documentário foi realizado em 30 cidades de seis Estados brasileiros e mostrará a beleza desta dança folclórica.

A marcha do Hino

Posso aquilatar as inúmeras vezes, que o Hino Nacional dessa Pátria em convulsão fizera coro e, atualmente, mais do que nunca, deixou de ecoar “desafinado”. Porque, somente, nas arenas entre duas equipes confrontantes, onde a bola rola e é golpeada em eventos futebolísticos, o povo o aclama esquecendo-se  das “debilidades governamentais”.

Páginas

Publicidade

Subscrever Entretenimento